sexta-feira, 19 de setembro de 2014

AVIÃO APREENDIDO EM GOIÁS NÃO É DA CAMPANHA DE MARCELO - É mais uma armação daqueles que querem o poder a qualquer custo

Marcelo Miranda nega ligação com avião apreendido em GO com R$ 500 mil

marcelo_3O ex-governador e candidato ao governo do Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB), negou qualquer ligação com o avião apreendido em Goiás com R$ 500 mil nesta quinta-feira, 18. “Eu desconheço. Eu não me submeteria a isso”, disse. A declaração foi dada ainda na noite desta quinta quando Marcelo participava de uma sabatina com os candidatos ao governo na Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (Fieto). Além do dinheiro, a Polícia Civil de Goiás encontrou milhares de santinhos do candidato na aeronave. Quatro pessoas foram presas suspeitas de envolvimento com lavagem de dinheiro.
“Eu quero dizer que eu sou um homem honrado. Tenho mostrado ultimamente, tenho ganho todas. Meu registro, a minha candidatura, hoje eu sou considerado ficha limpa. Eu não me submeteria a isso. Estão tentando fazer, macular minha imagem. Por isso que eu não tenho nada que responder porque eu não conheço essa história até esse momento”.
A aeronave foi apreendida em uma pista de pouso de Piracanjuba, a 87 km de Goiânia. Também foram presas quatro pessoas suspeitas de envolvimento com lavagem de dinheiro. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Rilmo Braga Cruz Júnior, um dos homens detidos é apontado pelas investigações como chefe do grupo. Ele informou que o dinheiro seria utilizado na campanha eleitoral do candidato a governador e que por causa do bloqueio das contas de Marcelo, estaria usando contas bancárias de “laranjas” para movimentar grandes quantias de dinheiro.
Sobre a declaração do suspeito, Marcelo afirmou que é preciso ter provas. “Se esse cidadão está falando, que ele prove que foi para a minha campanha. Eu só quero dizer mais uma vez. Estou muito tranquilo para dizer a toda a sociedade tocantinense que eu não devo, porque minha campanha é no Tocantins”. O candidato disse também que vai averiguar o caso.
No avião, além do dinheiro e dos materiais de campanha de Marcelo, também foram encontrados santinhos do ex-governador e candidato a deputado federal, Carlos Henrique Gaguim (PMDB). Sobre o caso, a advogada dele, Stefane Cristina da Silva, disse que “todo o material de campanha de Gaguim é produzido no Tocantins e que todo o valor gasto em campanha está sendo declarado segundo a legislação eleitoral”. (G1)

Nenhum comentário: