quinta-feira, 18 de setembro de 2014

DILMA - Apoio de artistas, intelectuais, cientistas e lideranças sociais e religiosas

Meu blog de novo na ativa e por uma causa nobre, a serviço do Brasil: o apoio incondicional à reeleição da Presidente DILMA, para o Brasil continuar crescendo e também o seu povo. 


Não podemos andar para trás - DILMA 13 PRESIDENTE - É aqui o meu voto...



Dilma recebe apoio de artistas, intelectuais, cientistas e lideranças sociais e religiosas

Com lotação esgotada no teatro Casa Grande, Rio de Janeiro, milhares de pessoas acompanhando por um telão do lado de fora, e outras dezenas de milhares acompanhando pela internet, Dilma recebeu, ao lado de Lula, o apoio dos mais notáveis artistas, intelectuais, cientistas e lideranças sociais e religiosas em um evento repleto de significado e engajamento.
Entre os nomes presentes ou que assinaram o manifesto de apoio, estavam músicos como Chico Buarque, Paulinho da Viola, Chico César, Mano Brown, Rappin’ Hood e Elza Soares; os escritores Fernando Morais e Luis Fernando Verissimo; o teólogo Leonardo Boff; atores como Chico Diaz, Osmar Prado, Camila Pitanga, Hugo Carvana e Henri Castelli; o sociólogo Emir Sader e a filósofa Marilena Chauí, entre centenas de outros.
O ato e o manifesto (que você pode ler clicando aqui) celebram “a primavera dos direitos de todos” e reconhecem os avanços dos país nos 12 anos de governo Dilma e Lula, diante da ameaça de retrocesso. Especialmente na área da cultura, que será uma das áreas chave do novo ciclo de desenvolvimento proposto por Dilma para um segundo mandato.
“Não vamos voltar para trás, e faremos isso investindo educação qualificada, para todos, e colocando a cultura dentro da nossa estratégia de crescimento e desenvolvimento econômico. Não queremos só obras, queremos utopias. Não queremos só vantagens materiais, queremos nos compreender”, disse Dilma, bastante aplaudida pelos presentes.
“No segundo mandato da Dilma, a gente deve acreditar, quase como uma profissão de fé, que se tem uma coisa que pode permitir uma sociedade muito mais politizada é permitir o acesso à cultura”, disse o ex-presidente Lula em seu discurso.

Nenhum comentário: