quarta-feira, 19 de junho de 2013

MATANDO LEÕES - Roberval Paulo

Por caminhos iguais
Por destinos iguais
Os iguais se encaminham
Em sutis diferenças
Nos vãos da ciência
Diferenças se aninham.

E um se diz Deus
Mil outros ateus
Naufragam na dor
Transgridem a razão
Transpiram emoção
No ódio e no amor.

E fere um igual
Se torna imortal
Na guerra do ter
Afogam paixões
Matando leões

Jogos do poder.

Roberval Paulo

Nenhum comentário: